Sem Jobs, Tim Cook precisa provar que é capaz de inovar

Sem Jobs, Tim Cook precisa provar que é capaz de inovar
Compartilhe...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

Ex-COO ocupará vaga do cofundador da empresa, que anunciou saída do comando da companhia; sucessor é conhecido como "o cara de operações".

Com a renúncia de Steve Jobs do cargo de CEO da Apple nesta quarta-feira, 24/8, o seu substituto, Tim Cook, geralmente visto como “o cara de operações” da empresa, precisa provar que é capaz de assumir controle total da companhia e mantê-la à frente da concorrência. Em seu cargo anterior de COO (chief operating officer), ele gerenciou as vendas e operações mundias da Apple, incluindo a administração da sua cadeia de fornecimento, suporte e serviços.

Talvez o mais importante seja o fato que Cook já tem experiência em comandar as operações cotidianas da Apple durante outras ausências de Jobs, incluindo a licença médica iniciada em janeiro deste ano e que terminou ontem. Mas há questões sobre sua habilidade de conseguir dar continuidade ao ciclo de inovação criado por Jobs, cujo estilo de gerenciamento determinado inspirou funcionários, e que, com sua visão de mercado, manteve a companhia à frente da concorrência.

“Steve Jobs sempre foi o visionário na Apple, e Tim Cook é o cara de operações, e ele é bom. O problema pode aparecer em alguns anos quando a empresa tiver que enxergar coisas que não podem ser vistas hoje”, disse o presidente da Endpoint Technologies Associates, Roger Kay.

Fonte: idgnow.uol.com.br/mercado

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *